Brownie do Luiz lançou “Combo do Amor” no Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados aconteceu junto com o friozinho propício para um carinho a mais em formato de guloseimas. Para a ocasião, o Brownie do Luiz preparou embalagens especiais como o “Combo do Amor”, que traz oito unidades das novas versões unitárias dos sabores Cookie e Blondie, lançados em versões de 40g e 50g, acomodados em uma lata vermelha e cinta com design pensado para celebrar a ocasião. 

Já para quem está com apetite de novidades, o box “Veneno” acomoda em uma caixa vermelha, quatro latas repletas de brownies dos sabores Cookie e Blondie para degustar ao lado do seu par romântico. São duas latas de cada sabor. As duas opções de embalagens estarão nas lojas a partir de 6 junho e só o Combo do Amor poderá ser adquirido via internet.

“O formato unitário do Combo do Amor é ideal para consumo imediato ao longo da semana e as latas para consumir a dois enquanto rola um filme ou uma série”, comenta Luiz Quinderé, fundador do Brownie do Luiz. Ele lembra que a edição especial para a data é limitada.

O brownies em embalagens um unitárias já existiam nos sabores Avelã, Chocolate Branco, Doce de Leite, Limão, Maracujá, além do Tradicional e do Brownie sem adição de açúcar. Os novos sabores Cookie e Blondie chegam essa semana para atender os pedidos dos clientes da marca.

Para comprar os itens disponíveis on-line, acesse: www.browniedoluiz.com.br

Sobre o Brownie do Luiz

Em 2005, Luiz Quinderé (aos 15 anos) começou a fazer brownies para vender na escola, com a ajuda de Vânia, na época empregada da família e hoje sócia da marca. Juntos, faziam de 24 a 48 unidades que eram vendidas rapidamente. Após 16 anos, o Brownie do Luiz é uma empresa consolidada, com cinco sócios (incluindo Luiz e Vânia), que possui um portfólio de produtos diversos a partir da receita original. De embalagens personalizadas por artistas parceiros, passando por collabs com empresas sinérgicas, produtos sazonais como Ovos de Páscoa, até os recém chegados Brownie sem adição de açúcar e Cookie de Brownie.

Mais informações para imprensa:

Casé Comunica
www.casecomunica.com.br
Redes Sociais: @casecomunica
fabiola@casecomunica.com.br
fabiana@casecomunica.com.br

Vale do Dendê revela empresas escolhidas em Demoday para produtoras de áudio da Bahia

Programa de apoio a produtores ofereceu com mentorias, consultorias e investimentos durante os três meses de duração

A Vale do Dendê, organização social criada para fomentar ecossistemas de inovação e diversidade, revelou, por meio da apresentação do Demoday do Programa de Incubação de Produtoras de Áudio as 20 empresas selecionadas, sendo 15 produtoras de música e 05 produtoras de podcast – todas elas  lideradas por pessoas negras, situadas em áreas periféricas de Salvador e RMS. O evento foi transmitido ao vivo pelo canal da instituição no último dia 18, com a apresentação de Raoni Oliveira.

 

O Programa de Incubação teve duração de três meses, e ofereceu treinamentos, mentorias e consultorias. O objetivo era promover aos incubados noções e referências no desenvolvimento dos processos de gestão, dando mais visibilidade às empresas incubadas. Além disso, os envolvidos vão receber um investimentos para aplicar no negócio – 50 mil reais para as Produtoras de música e 20 mil para as Produtoras de podcast.

 

 

As empresas de podcast incubadas que foram selecionadas para o programa são:

 

  • Do Nada, Um Podcast – @donadanoinsta

 

  • Dendê – @dr_dende

 

  • Estandarte Produções – @estandarte.producoes

 

  • Pagode Por Elas – @pagodeporelas

 

  • Umbu Podcast – @umbupodcast

 

As empresas de música incubadas que foram selecionadas para o programa são:

 

  • Aiocá Produções – @aiocaproducoes

 

  • Coliga Produções – @coligaproducoes

 

  • Estúdio Caverna do Som – @estudiocavernadosom

 

  • Estúdio Dubcilio do Ministério Público Sound System – @ministereopublico

 

  • Faustino Beats – @faustinobeats

 

  • Favellê Music – @favellemusic

 

  • Instituto ÈKÓ – @ekoyoruba

 

  • KALIFA LXXI – @kalifalxxi

 

  • Lua Azul Produções – @luaazulproducoes

 

  • MPN Records – @mpnrecords

 

  • Muziek Mutantti – @muziekmutantti

 

  • Nilo – @nilo.ent

 

  • Nova Estação – @novaestacao2022

 

  • Subterrâneo Records – @sub.rec

 

  • TDL Music – @tdl071

 

*crédito das fotos: Edilton Lopes

Sobre a Vale do Dendê

A Vale do Dendê é uma organização social criada para fomentar ecossistemas de inovação e diversidade tendo como foco principal a cidade de Salvador, Bahia. A iniciativa teve início em novembro de 2016 com um workshop que reuniu representantes de diversas empresas e instituições da cidade. Em 2017, foi realizada a primeira edição da Ocupação Afro. Futurista e lançada a Aceleradora Vale do Dendê em 2018 iniciou um programa de aceleração que já apoiou 200 empresas diretamente. Além disso, a organização mantém um hub físico na Estação Nova Lapa onde passam 500 mil pessoas por dia.

Mais informações sobre Vale do Dendê:

Casé Comunica – @casecomunica

Fabíola Binas – fabiola@casecomunica.com.br

Fabiana Oliva – fabiana@casecomunica.com.br

 

Instituto Rede Mulher Empreendedora recebe 10 milhões de reais de doação do Google.org

O valor será utilizado no programa Ela Pode, projeto de capacitação, aceleração e capital semente para as mulheres

 

O Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME), organização da sociedade civil de apoio a projetos de Geração de Renda para Mulheres com foco em empreendedorismo feminino, recebeu 10 milhões de reais de doação do Google.org – braço filantrópico do Google. A doação faz parte dos investimentos do Google na América Latina para os próximos cinco anos.

 

A doação será utilizada no programa Ela Pode, agora ampliado com programa de capacitação, aceleração e capital semente para mulheres de todo território nacional. A

meta é ter mais de 200 mil mulheres capacitadas nos próximos três anos, em habilidades socioemocionais como liderança e comunicação, negociação e vendas, finanças, marca pessoal, networking, gerenciamento de tempo, autoconhecimento e em habilidades empreendedoras”, explica a presidente do Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME), Ana Fontes.

 

As capacitações acontecerão via plataforma e por multiplicadoras espalhadas pelo Brasil. Serão 200 mil mulheres capacitadas e cerca de 1.800 aceleradas com capital semente no valor de R$2.000. A prioridade é para mulheres das regiões Norte e Nordeste, mulheres negras, PCDs, entre outros marcadores sociais.

 

De acordo com Ana Fontes é com iniciativas como essa que o Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME) consegue apoiar e repassar, de fato, valores que possam incentivar a autonomia econômico financeira da mulher. “Geração de Renda é fundamental para as mulheres, inclusive para sair de situações de violência, uma mulher que é dona do seu dinheiro é dona das suas próprias decisões”, finaliza a presidente do Instituto RME.

 

Sobre o Instituto RME

Fundado em 2017, o Instituto Rede Mulher Empreendedora, apoia e auxilia projetos e iniciativas que empoderam mulheres em situação de vulnerabilidade social, incentivando a independência financeira e o poder de decisão pessoal. Acreditamos que quando uma mulher é empoderada financeiramente, ela não muda só a realidade de sua família, mas também a da sociedade, pois quando elas possuem negócios que dão certo, investem em suas comunidades, especialmente, para ocorrer um contínuo desenvolvimento, pois acreditam no poder colaborativo para melhorar o mundo.

 

Sobre a Rede Mulher Empreendedora

A RME – Rede Mulher Empreendedora, primeira e maior plataforma de apoio às mulheres empreendedoras ou que querem empreender, criada em 2010 pela empreendedora social Ana Fontes, hoje conta com 1 milhão de participantes conectadas e já impactou a vida de mais de 9 milhões de mulheres. Com o propósito de apoiar as mulheres na busca por autonomia econômica e geração de renda, por meio de capacitações, conteúdo qualificado, conexões, mentorias, acesso a mercado, através de marketplace, programas de aceleração e acesso a capital.

Em 2017, fundamos o Instituto RME, braço social da RME para apoiar mulheres em vulnerabilidade social. Desde então, dezenas de projetos foram executados com resultados positivos.

Ao longo deste tempo, gerou mais de R$ 33 milhões em renda para as mulheres impactadas direta e indiretamente. E em 2021 as capacitações e cursos foram muito bem adaptados para plataformas online, acumulando 2 milhões de visualizações em diversos canais.

 

 

Mais informações para imprensa:

Casé Comunica

www.casecomunica.com.br

Redes Sociais: @casecomunica

fabiana@casecomunica.com.br

nadja@casecomunica.com.br

 

 

 

Djamila Ribeiro lança espaço com foco em educação e bem-estar da mulher

Espaço Feminismos Plurais oferecerá formação intelectual e profissional, atendimento psicológico, suporte jurídico, terapêutico e dentário para mulheres socialmente vulneráveis

 

Djamila Ribeiro lança espaço com foco em educação e bem-estar da mulher

Espaço Feminismos Plurais oferecerá formação intelectual e profissional, atendimento psicológico, suporte jurídico, terapêutico e dentário para mulheres socialmente vulneráveis

 

Realizando o seu grande sonho, a filósofa e best seller Djamila Ribeiro inaugura no dia 05 de maio, no bairro de Moema, na cidade de São Paulo, o Espaço Feminismos Plurais, um instituto sem fins lucrativos que pretende abraçar mulheres socialmente vulneráveis dentro de uma perspectiva de acolher, de desenvolver e dar oportunidades. Por entender o ser humano em toda a sua complexidade, o instituto deve ser visto como um espaço de educação, saúde mental, bem-estar e desenvolvimento profissional.  O Feminismos Plurais será inaugurado com o lançamento de dois livros: Transfeminismo, da professora e mulher trans Letícia Nascimento, e Trabalho Doméstico, da professora Juliana Teixeira, ambos da Coleção Feminismos Plurais, publicações da editora jandaíra, às 19h.

 

O Espaço Feminismos Plurais oferecerá atendimento presencial com formação intelectual e profissional, além de atendimento psicológico, suporte jurídico, literário, terapêutico e dentário para pessoas pertencentes a grupos vulnerabilizados. Formado por um corpo técnico multidisciplinar, a equipe responsável por conduzir o projeto é composta pelo diretor administrativo do espaço, o empresário e grande apoiador do projeto, Maurício Rocha, pela psicóloga Débora Guimarães, pela terapeuta holística Marília Salles, pela dentista Paula Mendes, pela gerente do espaço Raquel Suely e direção geral da Djamila Ribeiro.

 

Além de uma sólida base acadêmica, construída por meio de vários anos de estudo, em sua trajetória, Djamila Ribeiro foi beneficiada com projetos sociais e, agora, realiza o grande sonho de oferecer às mulheres um importante espaço de formação e destaca o quanto sua trajetória em movimentos sociais trouxe um olhar ressignificado sobre o que é ser mulher negra e como tudo isso transformou a sua vida.

 

Segundo ela, “toda minha trajetória me levou à concepção do Espaço Feminismos Plurais. Será um espaço que enxergue as pessoas, sobretudo a mulher negra, numa perspectiva de potência. E espero que o instituto que estou inaugurando represente para as mulheres o que lugares de acolhimento e desenvolvimento crítico representaram para mim.”

 

OS SERVIÇOS DO ESPAÇO FEMINISMOS PLURAIS:

Alguns campos serão trabalhados significativamente no instituto, como o de promoção à leitura, formações filosófica e empresarial, workshops, biblioteca, eventos de lançamento de obras literárias e artísticos, levando o público a ter acesso ao conhecimento e à construção de ferramentais para o empoderamento destes grupos. Conheça o que será oferecido pelo Espaço Feminismos Plurais:

Biblioteca: contará com o acervo doado pela Djamila Ribeiro da Coleção Feminismos Plurais, do selo Sueli Carneiro, e obras de editoras parceiras que serão destinadas à consultas locais e ao empréstimos de livros. Serão oferecidos também computadores para pesquisas, estudos e desenvolvimento de trabalhos acadêmicos em geral.

Cursos: realização de cursos, workshops de formação filosófica, jurídica para mulheres e empresarial.

Eventos literários e artísticos: o espaço se destinará para o lançamento de livros da própria Coleção Feminismos Plurais e do selo Sueli Carneiro. O local será aberto para exposições de arte e para visita de escritores e escritoras do Brasil e do exterior voltado à oficinas e à residências literárias.

Atendimento psicológico: o atendimento será oferecido a homens e mulheres, grupos familiares, incluindo crianças e adolescentes, e preferencialmente mulheres vítimas de violência e pessoas em situação de risco social.

Terapia: realização de práticas artísticas, respiratórias, meditações, conexões com a natureza e reflexões sociais dos arquétipos femininos, com o propósito de estimular a liberação de bloqueios e possíveis distorções que as mulheres desenvolvem ao longo da vida.

Atendimento odontológico: atendimento de mulheres em situação de risco social, sobretudo mulheres vítimas de violência doméstica. Haverá uma triagem para encaminhamento ao tratamento odontológico destas mulheres.

 

OS PROJETOS DE DJAMILA

Autora, empresária, filosofa Djamila Ribeiro, com quatro livros publicados como Lugar de Fala, Pequeno Manual Antirracista, Quem tem medo do Feminismo Negro? e Cartas para minha avó, já implementou projetos expressivos sob o eixo central da educação antirracista e feminista, como as publicações da Coleção Feminismos Plurais no mercado brasileiro, com  12 títulos nacionais, e 10 títulos internacional, com de obras literárias publicadas por autores e autoras como Carla Akotirene, Adilson Moreira, Rodney Willian e outras, dando visibilidade e protagonismo a intelectuais negros e negras, além de promover a cultura de letramento racial por meio da plataforma Feminismos Plurais, maior streaming de educação antirracista e feminista do Brasil, que oferece cursos, aulas on-line, mentorias acadêmicas e o podcast Onda Negra(disponível nas principais plataformas digitais), e outros. Djamila, sempre com seu olhar inovador e com sede de transformação social, promove, junto aos seus incontáveis parceiros, impactos sociais concretos com mais este projeto lançado.

 

 

SOBRE DJAMILA RIBEIRO:

Djamila Ribeiro é graduada em Filosofia e mestra em Filosofia Política pela Universidade Federal de São Paulo. É coordenadora do Selo Sueli Carneiro e da Coleção Feminismos Plurais. É autora dos livros “Lugar de Fala” (Jandaíra/Selo Sueli Carneiro), “Quem tem medo do Feminismo Negro?”, “Pequeno manual antirracista” e “Cartas para minha avó” (Companhia das Letras), com traduções para quatro idiomas. Foi também professora convidada do departamento de jornalismo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e é professora da pós graduação da PUC do Rio Grande do Sul. Colunista do jornal Folha de S. Paulo e da revista ELLE Brasil, esteve secretária adjunta de Direitos Humanos de São Paulo em 2016. Foi laureada pelo Prêmio Prince Claus de 2019, concedido pelo Reino dos Países Baixos e considerada pela BBC como uma das 100 mulheres mais influentes do mundo. Em 2020, ganhou o Prêmio Jabuti, o mais importante do meio literário brasileiro, na categoria Ciências Humanas, pelo Pequeno Manual Antirracista. Em 2021, foi a primeira pessoa brasileira da história a ser homenageada pelo BET Awards, concedido pela comunidade negra estadunidense. Em 2022, recebeu o grau de Comendadora na Ordem do Mérito do Tribunal Superior Eleitoral.

 

O Espaço Feminismos Plurais fica localizado na Alameda Tupiniquins, nº 343, Moema. Horários de funcionamento: de segunda à sexta das 9h às 17h.

 

Mais informações para imprensa:

Casé Comunica

www.casecomunica.com.br

Redes Sociais: @casecomunica

Neila Costa – neila@casecomunica.com.br

 

 

 

Brasileiro entra na lista dos 100 mais inovadores fora do Vale do Silício

Paulo Rogério, empreendedor social, figura entre os nomes de maior valor da RoW100: Global Tech’s Changemakers, uma das mais renomadas organizações com publicações que envolvem tecnologia, cultura e experiências humanas

A renomada organização Rest of the World divulgou, no último dia 9/5, a lista RoW100: Global Tech’s Changemakers, com os cem nomes mais inovadores em termos de tecnologia e empreendedorismo local, fora do Vale do Silício, e Paulo Rogério, empreendedor , cofundador da AFAR Ventures e Vale do Dendê, está entre outros nomes como Pavel Durov, CEO do Telegram, Liang Rubo, CEO da ByteDanc, a brasileira Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank. A publicação, que é de uma organização internacional de jornalismo sem fins lucrativos, vem documentando histórias que envolvem tecnologia, cultura e experiências humanas em lugares que, geralmente, são subestimados pelo mercado global.

Paulo Rogério Nunes nasceu em Salvador, Bahia, e é uma das principais vozes brasileiras na promoção da diversidade e inovação. “Estar nessa importante lista global me deixa muito honrado. Esse certamente é um reconhecimento importante não apenas para meu trabalho, mas para todo o ecossistema brasileiro e em especial da Bahia. É muito importante pensar a inovação fora dos padrões tradicionais. Essa lista é muito rica nesse sentido”, afirma Paulo.

“A inovação mais empolgante agora está acontecendo fora do mundo ocidental. É difícil ser empreendedor em qualquer lugar. Mas adicione os desafios logísticos, financeiros e políticos que surgem com a construção de algo disruptivo nas economias emergentes – essas forças forjam diamantes. Como resultado dos extraordinários desafios que eles enfrentam, acreditamos que os líderes que nossa equipe selecionou para a lista RoW100 são mais rápidos, mais inovadores, mais atenciosos e melhores em compartilhar novas ideias porque precisam ser”, disse Anup Kaphle, editor executivo da Rest of the World.

Para comemorar o lançamento da lista inaugural da RoW100, a instituição vai realizar uma série de painéis virtuais na próxima quinta-feira, 12 de maio. Ao todo, serão três sessões separadas, apresentadas ao longo do dia, e que contarão com palestrantes que vão abordar o tema “Is anything local anymore?”, e que vão discutir como as soluções de tecnologia regionais para problemas locais estão repercutindo em todo o mundo. Na ocasião, os moderadores – todos os editores da Rest of the World – destacarão as tendências que foram apresentadas em seus relatórios nos últimos dois anos.

Para participar, acesse: RoW100 Global Virtual Event – Rest of World

 

Sobre a Rest of the World

Rest of World é uma organização internacional de jornalismo, dedicada a cobrir as histórias não contadas da tecnologia além da bolha ocidental, ou seja, fora dos EUA e da Europa Ocidental. Eles falam sobre as empresas, fundadores, políticos e usuários que estão impulsionando a mudança – geralmente ignorados e subestimados pela mídia tradicional em inglês. Suas histórias exploram o impacto das novas tecnologias em culturas que mudam rapidamente, por meio de relatórios de campo poderosos, e olhares afiados diante de experiências digitais envolventes. Para saber mais, acesse: https://restofworld.org/events/row100/.

 

Sobre Paulo Rogério

Paulo Rogério Nunes é publicitário, empreendedor e consultor, e entre os anos de 2015 e 2017 atuou junto ao  Berkman Klein Center da Universidade Harvard e foi fellow H.Humphrey Fulbright da Fulbright na Universidade de Maryland  e da Ashoka Empreendedores Sociais. É sócio da AFAR Ventures, uma empresa com foco em diversidade em mercados emergentes, além de ser palestrante e consultor na Casé Fala, criando estratégias  e treinamentos para várias empresas. Em 2018 foi escolhido como um dos afrodescendentes mais influentes do mundo pela organização Most Influential People of Africa Descent (MIPAD); foi escolhido também para um encontro privado com o ex-presidente Barack Obama no Brasil e foi o único brasileiro convidado para palestrar no primeiro evento internacional da Fundação Obama, em Chicago. Cofundou empreendimentos sociais como a  Vale do Dendê, que desde 2016 já acelerou mais de 200 empresas e impactou mais de 1000 empreendedores do Nordeste Brasileiro. Além disso, cofundou em 2005 o Instituto Mídia Étnica para formação de jovens em comunicação. Atualmente é sócio investidor da AFRO.TV, plataforma de conteúdo afro e é autor do livro “Oportunidades Invisíveis” sobre inovação e diversidade.

Rede Mulher Empreendedora reúne principais lideranças do ecossistema de startups

Depois de quatro edições, a Mansão das Empreendedoras vai acontecer nos dias 25 e 26 de maio e contará com startups em diversos estágios, incluindo a apresentação de três startups com rodada de investimento aberta

A 5a edição da Mansão das Empreendedoras (antes Casa das Empreendedoras) está confirmada para 2022 em formato híbrido e gratuito, nos dias 25 e 26 de maio, das 9h00 às 18h00. Realizado em São Paulo e com patrocínio do Mercado Pago, este é um evento anual organizado pela Rede Mulher Empreendedora (RME), primeira e maior rede de apoio a empreendedoras do Brasil, e que reunirá as principais lideranças do ambiente  de startups, inovação, tecnologia e do empreendedorismo feminino.

 

Para esta edição, participações relevantes do universo das startups, aceleradoras e investidoras foram convidados, e entre as confirmadas estão Licia Sousa da We Impact, Luiza Leite da ACE, Flavia Deutsch, fundadora da Theia, Cecília Zanotti da Aspen, Graziele Gomes da Distrito, Maria Rita da Anjos do Brasil, Dani Junco da B2Mamy, DJ Bola da ANIP e Luiza Santos da Astella.

 

Além disso, a RME selecionará 20 mulheres de startups que serão impulsionadas e participarão de palestras, workshop, mentorias e dolphin tank para acelerar seus negócios na busca pelo primeiro investimento. A mansão terá também a apresentação de pitch deck de três startups com rodada aberta para investidores interessados: AcademiCV, fundada pela Marina Beneton, Sisterwave, da Jussara Botelho e Gestar, da Lettycia Vidal e Giovana Milani.

 

“É fundamental criarmos espaços de conexão entre ambientes de inovação com mulheres líderes de negócios, o programa de aceleração da RME Acelera que existe há 4 anos tem esta proposta e a Mansão é mais um elemento para apoiar as mulheres empreendedoras”, afirma Célia Kano, CO-CEO da RME.

 

 

Palestras e Painéis:

  • Workshop: Prototipar e pivotar
  • Workshop: Gestão financeira para startups
  • Painel: Mulheres na liderança de startups
  • Apresentação: Pitch Deck para investidores
  • Workshop: Experiência do cliente: como posicionar meu negócio
  • Workshop: Fontes de capital e como me preparar para receber investimento
  • Painel: Investimentos para mulheres de startups – oportunidades e desafios
  • Reunião Ecossistema: Aprendizados e soluções do ecossistema para startups e mulheres
  • Dolphin Tank para as aceleradas

 

Serviço

Programação completa em: https://rme.net.br/programa/mansao-das-empreendedoras/

 

Sobre a Rede Mulher Empreendedora

A RME – Rede Mulher Empreendedora, primeira e maior plataforma de apoio às mulheres empreendedoras ou que querem empreender, criada em 2010 pela empreendedora social Ana Fontes, hoje conta com mais de 1 milhão de participantes conectadas e já impactou a vida de mais de 9 milhões de mulheres. Com o propósito de apoiar as mulheres na busca por autonomia econômica e geração de renda, por meio de capacitações, conteúdo qualificado, conexões, mentorias, acesso a mercado, através de marketplace, programas de aceleração e acesso a capital.

Em 2017, fundamos o Instituto RME, braço social da RME para apoiar mulheres em vulnerabilidade social. Desde então, dezenas de projetos foram executados com resultados positivos.

Ao longo deste tempo, gerou mais de R$ 33 milhões em renda para as mulheres impactadas direta e indiretamente. E em 2021 as capacitações e cursos foram muito bem adaptados para plataformas online, acumulando 2 milhões de visualizações em diversos canais.

 

Mais informações para imprensa:

Casé Comunica

www.casecomunica.com.br

Redes Sociais: @casecomunica

nadja@casecomunica.com.br